Carreira de logística: quais as áreas de atuação desse profissional?

 

O Brasil é extenso, com muitas fábricas, empresas de grande porte e fazendas espalhadas por seu território. Essa disposição dispersa leva à necessidade de criar meios de distribuição e entrega eficazes para cobrir a vasta área do país. Face a essa necessidade, vemos crescer a carreira de logística.

São diversos produtos e mercadorias que precisam chegar ao seu destino, por isso, há uma grande demanda por profissionais especializados em diversos setores da economia. Existem muitas atividades e funções nas quais o profissional de logística pode trabalhar, a depender do setor em que ele precisa atuar.

Para explicar como é essa carreira e o mercado de trabalho, vamos mostrar a seguir a importância desse especialista nas empresas e suas principais áreas de atuação. Se você deseja saber mais sobre esse assunto, continue a leitura!

A importância da logística para as empresas

As empresas precisam lidar diariamente com uma grande quantidade de recebimentos, entregas e transportes de produtos. Sem um planejamento adequado, podem acontecer atrasos ou falhas nessas etapas, com risco de não cumprimento de contratos.

Nesse sentido, a presença de um profissional especializado garante a excelência em todo o processo de logística da organização. Ele é o responsável por solicitar, receber e armazenar os produtos e, ainda, acompanhar a etapa de transporte, garantindo o cumprimento dos prazos estabelecidos.

Além disso, deve acompanhar as oscilações do mercado, analisando a oferta e procura dos artigos do setor. Com isso, ele pode observar as altas e baixas demandas e planejar os investimentos com o objetivo de evitar desperdícios.

Principais áreas de atuação da carreira de logística

Sendo o encarregado principal por controlar o caminho dos produtos e matérias-primas da empresa, esse especialista gerencia o fluxo de mercadorias. Ele precisa organizar todos os itens e, ainda, controlar as informações sobre os pedidos e o estoque.

O profissional dessa área está habilitado a conhecer os processos operacionais da companhia e, por isso, mantém relacionamento estreito com fornecedores e clientes.

Dessa forma, esse setor tem um vasto campo de atividades, com destaque para: estoque, armazenagem, embalagem, processamento de pedidos, transporte, controller logístico e supply chain management.

Estoque

É uma área abrangente e envolve a organização dos itens, a elaboração de relatórios de compra e a venda e administração dos pedidos, com controle de entradas e saídas de mercadorias.

Quem atua nesse ramo precisa manter os itens em ordem, garantindo que o estoque tenha a quantidade adequada para atender às solicitações dos clientes. Ele também realiza o controle de todos os pedidos e gera os relatórios do fluxo de mercadorias.

As atividades do estoque representam a base econômica da atividade e impactam diretamente os resultados da organização. Por isso, é importante contar com a presença de uma pessoa com capacidade técnica para realizar as análises mais complexas envolvidas nessa função.

Armazenagem

É a armazenagem que define a otimização do espaço, com melhor aproveitamento dos locais existentes para conservar o estoque. Ela considera a localização, a climatização e as dimensões das áreas disponíveis.

Esse serviço determina as condições ideais para armazenar cada categoria de produto, por isso, exige profissionais especializados em potencializar os espaços, adequando-os às necessidades da armazenagem.

Essa também é a atividade responsável por escolher o melhor local para a implementação do centro de distribuição da empresa, considerando as rotas de entrada e saída e a proximidade com os clientes.

Processamento de pedidos

Com o objetivo de garantir os prazos de entrega, o produto precisa ser monitorado desde o momento inicial do pedido. Nesse sentido, o processamento de pedidos garante que todos os esforços sejam direcionados para que a entrega seja realizada de forma rápida e segura.

A atuação nesse campo inclui garantir que o pedido seja processado corretamente e, a partir daí, seja embalado e enviado cumprindo a data acordada.

Dessa forma, é uma etapa fundamental no fluxo de compras, pois garante o correto andamento do processo interno e evita o descumprimento dos prazos de entrega.

Embalagem

Esse setor é direcionado à conservação dos produtos que serão transportados. Ele garante que as unidades não sejam danificadas no processo de transporte e cheguem ao seu destino em boas condições.

O profissional que trabalha com embalagem é o responsável por escolher a melhor forma de empacotamento, com base nas características do produto. Ele também toma suas decisões considerando o custo e a qualidade do material.

Uma boa assistência nessa etapa evita danos causados por recipientes inadequados. Ao conhecer as diferentes categorias de embalagens e suas aplicações, o trabalhador evita que as mercadorias sejam avariadas no transporte e gerem prejuízos para a empresa.

Transporte

Após direcionar os esforços para a correta armazenagem, o processamento dos pedidos e a escolha da melhor embalagem, chegamos à etapa do transporte. Esse é o campo que garante a distribuição e comercialização das mercadorias.

O tecnólogo que atua nessa categoria avalia a cadeia logística, observando as opções de transportes disponíveis com o objetivo de reduzir os custos da empresa. É esperado conhecimento sobre os variados tipos de veículos disponíveis para o transporte de produtos.

Por ser uma área que demanda muitos recursos financeiros, a redução de gastos pode aumentar a competitividade da instituição no mercado. Para isso, é importante identificar as rotas mais seguras e definir a transportadora que presta o serviço mais qualificado para o perfil da organização.

Controller logístico

O controller logístico tem sua atuação direcionada para a organização, implantação e execução de processos, com foco na gestão de planejamento estratégico.

Os indicadores de desempenho, bem como a utilização dos sistemas de informação, são recursos muito utilizados por esse profissional. Seu objetivo é monitorar cada etapa para obter maior controle dos resultados.

Tem grande importância no setor por atuar com auditoria interna. Para isso, utiliza os programas de dados com o objetivo de checar a qualidade das informações disponibilizadas pela empresa e controlar o pagamento dos contratos e dos prestadores de serviço.

Supply chain management

O setor de supply chain management, também chamado de gestão da cadeia de suprimentos, é visto como um avanço da logística. Trata-se de ampliar o acompanhamento dos processos internos até os parceiros envolvidos no negócio.

Ao integrar todas as partes — fornecedores, transportadoras e consumidor —, esse especialista torna os processos mais eficientes e gera mais clientes satisfeitos.

Garantir a satisfação do consumidor aumenta a fidelização, e isso significa maior competitividade da empresa em sua área de atuação. Por isso, a integração de toda a cadeia de suprimentos gera resultados mais positivos para a instituição.

Conhecer as diferentes atividades desse setor garante uma escolha direcionada ao seu perfil. É importante analisar o ambiente interno da empresa e seu posicionamento no mercado, com o objetivo de aplicar pontualmente os conceitos aprendidos durante sua formação.

Como vimos, a carreira de logística tem um vasto campo de trabalho. Existem vagas para os mais diferentes perfis de profissionais, que podem trabalhar em níveis mais operacionais, como armazenagem e embalagem, ou mais estratégicos, como controller e supply chain.

Agora que você já sabe como é a atuação do profissional de logística e qual é sua importância dentro das empresas, curta nossa página no Facebook e fique por dentro de outros temas como esse!