Conheça as 5 melhores profissões na área da saúde

Nos últimos anos, temos visto um aumento na expectativa de vida da população em geral e, junto a isso, uma alta demanda por profissionais dedicados a cuidar dessas pessoas. Para quem curte trabalhar em prol de mais qualidade de vida para os demais, é interessante escolher uma das melhores profissões na área da saúde existentes atualmente.

Esse é um ramo com muitas possibilidades de crescimento na carreira, e com oportunidades para diferentes perfis. Algumas pessoas preferem a rotina mais intensa de atividades, como médicos ou enfermeiros; outras optam por ramos de atuação mais tranquilos e voltados para a terapia, como fonoaudiólogos e psicólogos.

Para conhecer as profissões que estão em alta nessa área e descobrir qual é a mais indicada ao seu perfil, siga a leitura!

Quais são as melhores profissões na área da saúde?

Embora em algumas áreas o mercado de trabalho esteja saturado, no setor de saúde há uma grande procura por profissionais — e costuma-se oferecer bons salários. Algumas carreiras são bastante promissoras. Por isso, vale conhecer as especialidades em alta antes de decidir qual mais se adapta ao seu perfil.

Confira, a seguir, as 5 melhores profissões na área!

1. Biomédico

A Biomedicina é um setor de bastante destaque. Ela caminha lado a lado com a Medicina, auxiliando na obtenção de diagnósticos das doenças para, assim, haver um direcionamento correto do tratamento.

O biomédico tem um vasto campo de atuação, definido pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM). Entre as principais ocupações disponíveis no mercado para esse profissional, podemos citar análises clínicas, atuação junto a bancos de sangue, estudo de células-tronco, diagnóstico por imagem, genética, reprodução humana, radiologia, biomedicina estética, entre outras.

A profissão é voltada para a pesquisa na área de saúde, tanto humana, quanto animal e vegetal, além de atuar com a identificação e classificação dos microrganismos.

Esse profissional também pesquisa e desenvolve vacinas e medicamentos, e pode atuar em hospitais, laboratórios e órgãos públicos e privados de saúde.

2. Cirurgião plástico

Essa modalidade da Medicina exige um longo tempo de formação, sendo cerca de onze anos de estudos até poder exercer a profissão. É preciso se especializar primeiramente em Cirurgia Geral e, após, em Cirurgia Plástica.

São dois ramos de atuação:

  • Estética — que tem por objetivo alterar a aparência do paciente por meio de procedimentos como lipoaspiração, rinoplastia, rejuvenescimento facial, entre outros;

  • Reparadora — que tem por objetivo melhorar a qualidade de vida do paciente, com correção de defeitos congênitos ou adquiridos, como correção de fenda palatina, enxertos de pele em queimados, reconstrução das mamas em pacientes mastectomizadas, entre outras cirurgias desse porte.

Com a maior procura por profissionais ligados à estética, o cirurgião plástico tem alta taxa de empregabilidade.

3. Enfermeiro

É uma carreira em crescimento devido ao aumento da expectativa de vida da população. Esse profissional atua na promoção e recuperação da saúde, e é responsável por todo o cuidado com o paciente, desde a higiene até a administração de medicamentos.

Ele atua em instituições públicas ou privadas, sendo que sua presença é necessária em variados setores de clínicas e hospitais. Outra área com grande demanda de enfermeiros é a de atendimento domiciliar, em razão do envelhecimento da população, que passa a necessitar de mais cuidados em sistema de home care.

4. Gerontólogo

Com o aumento da expectativa de vida dos brasileiros, a população de idosos vem crescendo rapidamente. Com isso, há elevação da procura por profissionais responsáveis pelos cuidados com essa faixa etária. Daí surgiu a profissão de gerontólogo.

A Gerontologia é uma categoria em crescimento, mas é importante não confundi-la com a Geriatria. Enquanto o médico geriatra trata as doenças que acometem as pessoas da terceira idade, o gerontólogo lida com as necessidades físicas, emocionais e sociais advindas do processo de envelhecimento.

Esse profissional promove a qualidade de vida do idoso. Por isso, deve estar atento aos conhecimentos e informações relacionados à terceira idade e precisa ter uma conduta ética do desempenho das suas atividades.

É possível atuar nos setores público ou privado, como empresas, hospitais e clínicas, ou prestar consultoria e assessoria para projetos de promoção ao bem-estar do idoso.

5. Nutricionista

À medida que a população envelhece, surgem alguns problemas de saúde que acabam exigindo uma alimentação diferenciada. Além disso, a cada dia são descobertas mais particularidades relacionadas a alergias e intolerâncias alimentares e, para lidar com isso, o trabalho do nutricionista se torna essencial.

Ele investiga qual a melhor relação do paciente com a comida com o objetivo de desenvolver dietas especiais para cada situação e etapa da vida. Para isso, ele precisa conhecer a composição dos alimentos e de que forma cada nutriente afeta o corpo humano. O objetivo é compreender os processos químicos envolvidos na alimentação.

O profissional formado em Nutrição pode atuar em clínicas, academias, hospitais, hotéis, restaurantes, indústrias, spas, creches, escolas e outros segmentos em que seja solicitado.

Quanto ganha cada profissional?

As profissões da área de saúde têm excelente remuneração em comparação com as de outros ramos. Após pesquisa do salário médio de cada carreira, podemos apontar a faixa salarial das ocupações em alta nesse mercado.

Os salários médios das especialidades citadas neste artigo são:

  • R$ 2.610,51, para biomédico;

  • R$ 5.500,98, para cirurgião plástico;

  • R$ 4.214,12, para enfermeiro;

  • R$ 7.171,78, para gerontólogo;

  • R$ 3.589,31, para nutricionista.

Como escolher sua instituição de ensino?

Além de optar por uma carreira em crescimento, é importante escolher corretamente a melhor faculdade para iniciar o curso escolhido. Para isso, é essencial ter em mente algumas características fundamentais que devem ser analisadas na hora de avaliar as instituições de ensino disponíveis, como:

  • infraestrutura;

  • qualificação do corpo docente;

  • autorização e avaliação do MEC (Ministério da Educação).

Existem muitas possibilidades para quem deseja seguir carreira na área de saúde e bem-estar. É importante, primeiramente, analisar se seu perfil é mais ligado a uma rotina agitada ou se exige uma atuação mais calma e tranquila.

O setor oferece um leque de opções entre as melhores profissões na área da saúde. Por isso, siga as dicas que demos nesse post e escolha o curso que poderá trazer mais satisfação para a sua vida e o retorno financeiro que você almeja.

Agora que você já sabe mais sobre as especialidades dessa área, conheça 5 profissões em alta no mercado!