O Educador físico, muito mais do que saúde na vida das pessoas

Em um mundo, onde as pessoas se preocupam com o corpo e buscam cada dia mais alimentos saudáveis e a prática de exercícios físicos, torna-se essencial a presença de um especialista no assunto. E qual profissional mais requisitado por essa pessoas que surfam na onda fitness? Isso mesmo, o Educador Físico!

Mas preciso ser um atleta para ser um Educador Físico? Não necessariamente! O importante é gostar do trabalho junto às pessoas, gostar de esportes e atividades físicas, ter boa coordenação motora e resistência e estar disposto a promover a saúde.

O ​curso de Educação Física é um dos mais escolhidos por pessoas que prezam pela saúde e encontram nas atividades físicas uma fonte para investir em qualidade de vida e bem-estar próprios e de outras pessoas.

O profissional dessa área promove a saúde das pessoas através da prática de atividades físicas, além de planejar, supervisionar e coordenar programas de atividades esportivas e recreativas.

A participação da Educação Física na vida das pessoas

O trabalho desse profissional consiste em acompanhar e orientar a prática de esportes ou exercícios físicos e o público orientado é bem diversificado: desde crianças em idade escolar, pacientes que buscam a recuperação de movimentos, pessoas com deficiência física e idosos que necessitam de cuidados específicos. As atividades envolvem jovens e crianças contra as drogas. Já os adultos são envolvidos com o objetivo de alcançar uma vida mais saudável e longevidade. E o trabalho com os idosos, consiste sempre na manutenção da saúde, bem-estar e qualidade de vida. Através das atividades físicas, não só o equilíbrio físico é alcançado mas também o emocional.

Onde atuar

O campo de trabalho dos profissionais de Educação Física está em constante crescimento, devido o desejo das pessoas em cuidarem do corpo e da saúde. Hoje, não há apenas educadores físicos em escolas ou academias, existem vários outros locais de trabalho que esse profissional pode atuar, como por exemplo em: clubes, hospitais, centros esportivos, órgãos governamentais e não governamentais.

Dentre as várias opções de campos de atuação separamos dois exemplos, nos quais o profissional pode exercer suas atividades e alcançar uma excelente remuneração. Confira:

Personal trainer: uma profissão que só cresce!

A atividade do personal trainer pode ser de forma autônoma ou como funcionário contratado em estabelecimentos como: academias de ginástica, clubes, spas, bem como em hospitais e clínicas.

Os chamados “personal trainers”, oferecem o atendimento personalizado ao desenvolver programas de emagrecimento para crianças e adultos, trabalhos de acréscimo muscular, acompanhamento do aluno durante a prática de exercícios físicos, além de orientar nos alongamentos e aquecer a musculatura para evitar que os alunos se machuquem.

O profissional também corrige a postura durante a realização dos exercícios, confere os batimentos cardíacos dos alunos, verifica a respiração e o cansaço dos mesmos não permitindo que ultrapassem seus limites.

De acordo com o levantamento divulgado em 2013 pela Sociedade Brasileira do Personal Trainer (SBPT), o personal trainer recebe em média aproximadamente entre R$ 40 e R$ 150 por aula.

Educação física hospitalar

O profissional pode atuar em hospitais como educador físico hospitalar ao trabalhar com a criação de exercícios aeróbicos e de musculação para ajudar na recuperação dos pacientes de um hospital, ou na criação de uma rotina de terapia ocupacional para adultos, crianças ou idosos que estão internados.

Esse profissional em parceria com uma equipe multidisciplinar desenvolve rotinas que ajudam e aceleram a recuperação dos pacientes.  O profissional que deseja seguir essa carreira deve ter energia, entusiasmo, gostar de ajudar e saber ouvir. O educador ao realizar um bom trabalho, pode crescer na carreira e até mesmo gerenciar equipes. Vale lembrar que a especialização na área hospitalar, ao fazer um curso de gestão hospitalar, por exemplo, agrega e muito o currículo do profissional.

Certamente, a profissional de Educação Física só tende a ganhar ainda mais espaço com o passar dos anos, visto que sua imagem só se fortalece no mundo saudável. Esperamos que tenha gostado do nosso artigo. O Unifemm fica muito feliz em tê-lo por aqui. Conte sempre conosco! Um grande abraço!

Deixe uma resposta