Vai fazer Enem? Confira nossas dicas para você ir longe!

Planejar os seus objetivos através de ações é importante para a vida. E para o Enem, claro, não é diferente! Principalmente porque é através dessa prova que damos um passo superimportante. O Enem representa o início da nossa vida universitária e a escolha de uma carreira profissional.

As inscrições para o processo seletivo ocorreram em maio e as provas serão nos domingos 05 e 12 de novembro. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 7,6 milhões de candidatos se inscreveram para as provas do Enem 2017.

E você, fez sua inscrição? Então confira nosso passo a passo para ter uma boa rotina de estudos e conquistar aquela nota tão sonhada!

Cronograma: dias e horários

Faça uma tabela dividindo os dias da semana e os horários do dia para aulas, estudo e descanso. Os estudantes que estão tranquilos em relação ao tempo devem manter uma rotina de estudos de segunda a sexta. Já no sábado é dia de revisar o conteúdo e domingo de descansar.

Quanto àqueles que trabalham e fazem cursinho a noite — ou que vão à escola pela manhã e ao cursinho à tarde — esses devem aproveitar o fim de semana para estudar a matéria dada de segunda a sexta.

Para organizar o seu cronograma você pode fazer uma tabela manual, ou no computador, listando todas as tarefas do seu dia, desde a parte da manhã até a hora que vai dormir.

Planejamento

Para te “lembrar” todos os dias das suas responsabilidades, coloque o seu plano de estudos em um lugar de grande visibilidade. Você pode inclusive, utilizar o Excel ou outros programas similares.

Seu planejamento pode ser semanal, mensal ou semestral. Apesar de que a programação semanal seja a mais recomendada, pois garante um maior detalhamento de cada atividade ao longo do dia.

Além disso, alterne o cronograma. Ou seja, evite que os estudos se tornem uma rotina monótona e cansativa. Troque os horários das matérias semanalmente.

Horas de sono e descanso

Para acordar bem-disposto e assistir às aulas do outro dia com concentração, o ideal é que nos dias anteriores você estude até as 21h45 e esteja na cama as 22 h para um sono tranquilo.

Você deve distribuir as matérias com o mesmo tempo de estudo para cada uma delas. A cada uma hora de estudo, descanse por 15 minutos. Caminhe um pouco, tome um copo d’água, navegue na internet ou coma uma lanchinho e faça alongamentos.

Mas tenha disciplina! 15 minutos, hora de voltar para os estudos!

Aula do dia: estudo do dia

A dica é sempre recapitular a aula dada no dia e não deixar para depois. Se postergar esse estudo, são grandes as chances de esquecer o conteúdo ou não ter ânimo para revisá-lo. Por isso, viu na aula, estudou em casa!

Redações

Tente escrever uma redação por semana e ao terminar, peça para um amigo ou alguém da família ler o texto. Assim você pode ver os erros e acertos.

Provas antigas

Separe até duas horas diárias do seu cronograma para resolver questões de provas antigas. As novas provas nunca são iguais. Porém, ao fazer as provas antigas você conhece a forma de elaboração das perguntas, treina sua interpretação e conhece as famosas perguntas “pegadinhas”.

Revisão de conteúdo

A revisão do conteúdo deve ser feita entre 3 a 4 semanas antes das provas. Assim, seu cérebro fica treinado e você tem a possibilidade de melhorar o raciocínio e memória.

Simulados

O ideal é que o estudante faça um simulado por mês. Através dessa prova, é possível medir o conhecimento do candidato, além de descobrir as dificuldades que devem ser sanadas. Em cursinhos, escolas — e até na internet — você consegue encontrar esses simulados. Fica a dica!

Local ideal para os estudos

O aluno precisa de um lugar calmo para estudar, sem interferências externas. Estudar em casa pode ser um problema, pois há distrações naturais, como os pais, visitas, televisão, animais de estimação e até a própria cozinha, isso mesmo! Dá sempre vontade de ir até ela beliscar alguma coisa, não é mesmo?

Por isso, recomendamos que estude na escola, cursinho ou em uma biblioteca pública para garantir maior concentração.

Mas se realmente for difícil sair, organize algum espaço mais afastado em sua casa, que tenha uma porta para isolar os sons externos, que não tenha telefone, nem TV ou computador por perto. Somente use o computador para estudar se você conseguir resistir à navegação pela internet.

Mas, se você é daqueles que não conseguem ficar sem dar uma espiadinha nas redes sociais, evite o uso desse dispositivo.

Uma dica é você organizar os conteúdos com antecedência. Faça suas pesquisas e imprima tudo, ou salve no seu computador e utilize-o sem conectá-lo à internet.

Importância da atividade física

É importante que o estudante separe uma hora do seu dia, de duas à três vezes por semana, para exercícios físicos. De acordo com especialistas da Universidade de Harvard, a prática diária de exercícios aeróbicos (moderados) por 20 minutos melhora, pelo menos, três funções cerebrais.

Dificuldades

Separe as matérias do Enem e deixe em destaque aquelas em que você tenha mais dificuldade. É importante dar maior atenção e sempre começar por elas. Assim, sua mente ficará mais disposta e você com tempo suficiente para sanar suas dúvidas. Depois de listar as matérias, organize-as no cronograma, intercalando as áreas para não confundir os assuntos e sobrecarregar a cabeça com conteúdos parecidos.

E por fim, não deixe de ler jornais para ficar por dentro de tudo o que está acontecendo no país e no mundo.

Com todas as dicas dadas aqui, você conseguirá alinhar melhor o seu cronograma de estudos. E os resultados desse esforço, você confere através da sua aprovação no Enem! E aí? Vale a pena ou não vale?

A Unifemm deseja boa sorte a todos. Conte sempre conosco!

Deixe uma resposta