Solucione aqui todas as suas dúvidas sobre transferência de cursos

O ensino médio mal acaba e chega a hora de procurar pela graduação. Nesse momento, uma dúvida costuma surgir na cabeça de muita gente: qual profissão seguir?

O fato é que nem sempre as pessoas conseguem entrar no curso certo de primeira. Isso acontece quando escolhem uma área sem ter certeza de que ela representa a carreira dos sonhos. Outras vezes, é a própria grade curricular do curso escolhido que não corresponde ao esperado.

Apesar de ser algo relativamente comum, essa indecisão pode confundir muitos alunos. A boa notícia é que algumas faculdades aceitam a transferência de curso, dando maior poder de escolha aos estudantes e acesso às oportunidades certas.

Ficou interessado na possibilidade e quer saber como funciona? Então, continue acompanhando este artigo e tire todas as suas dúvidas!

Quem pode solicitar a transferência de curso?

Ao contrário do que você possa imaginar, a transferência é um processo fácil e muito útil para quem ainda não sabe qual carreira profissional seguir.

Para fazer isso, é preciso estar matriculado em uma instituição de ensino superior. Após a sua entrada na graduação, você já passa a ter os mesmos direitos vinculados a qualquer outro aluno regular, o que possibilita solicitar a alteração de curso.

Dessa forma, basta entrar em contato com o setor responsável por esse processo dentro da instituição, pedir pelo requerimento adequado e preenchê-lo com todos os dados exigidos.

Quando você entregar a requisição, tenha em mãos os seus documentos pessoais, como CPF e RG. Além disso, é importante apresentar o conteúdo programático do curso atual e seu histórico acadêmico para demonstrar o seu rendimento nas disciplinas.

Algumas faculdades podem exigir outro tipo de documentação, de acordo com as políticas e regras criadas pelo estabelecimento de ensino. Nesse sentido, procure se informar com antecedência para cumprir todos os passos corretamente.

Como é o processo de solicitação de transferência?

Solicitar transferência de curso é algo simples de ser feito. Apesar de envolver questões burocráticas, como a apresentação de documentos e o preenchimento da requisição, nada é realmente complicado. O que você precisa é avaliar as exigências do ensino superior e escolher pelo curso que atende suas necessidades.

Mesmo que ainda tenha dúvidas sobre o que cursar, saiba que, quanto mais rápida for a sua decisão, mais rápida será a tramitação. Se achar necessário, você pode fazer testes vocacionais para filtrar possibilidades e facilitar a escolha.

Existem dois tipos de transferência que o aluno pode solicitar: a primeira é mudar apenas de curso  continuando no mesmo centro universitário  e a segunda é solicitar a transferência do curso e da instituição. Elas são caracterizadas da seguinte maneira:

Transferência interna

Ocorre quando você deseja mudar de curso sem deixar a faculdade atual. Todo o processo acontece dentro da instituição de ensino superior e não há restrições em relação à área escolhida.

Você pode optar por um curso da mesma área ou de uma área distinta da escolha inicial. Vale ressaltar que, dependendo do caso, só é possível fazer essa requisição uma única vez. Por isso, é fundamental que você tenha total certeza sobre a decisão.

Transferência externa

A transferência de um centro universitário para outro requer que a nova instituição faça uma análise do histórico do aluno, além de exigir seus documentos pessoais. Também há a possibilidade de realizar uma prova específica da área para concorrer à vaga. 

Todas essas definições e regras variam de um local para outro. Por isso, obtenha as informações sobre as normas da instituição que você escolher antes de solicitar a mudança. Outro ponto importante é verificar se há vagas disponíveis tanto para o curso quanto para a faculdade selecionada.

O que ocorre com as disciplinas já cursadas?

Uma das maiores dúvidas relacionadas ao processo de transferência tem a ver com as matérias que já foram cursadas pelo estudante.

Normalmente, as instituições permitem que o aluno aproveite essas disciplinas. Para isso, é necessário preencher um documento de aproveitamento e mostrar o histórico da grade, contendo cada uma das matérias estudadas.

Depois, a documentação é submetida à análise para verificação da carga horária e do conteúdo exigido na graduação original e, então, comparada com informações da grade do novo curso.

Caso alguma disciplina não seja compatível aos requisitos exigidos pela nova grade, o estudante deverá cursá-la novamente.

Quem tem Prouni pode solicitar a transferência de curso?

De acordo com o manual do Prouni, existe a possibilidade de solicitar a mudança sem perder o benefício da bolsa.

Em caso de transferência externa, ambas as instituições deverão estar de acordo com a solicitação do aluno e serem credenciadas no programa. Já a transferência interna se submete às mesmas regras de documentação e vaga.

Há casos em que a mudança pode ser negada. São eles:

  • transferência de bolsa integral para parcial e vice-versa;
  • transferência para curso que não cumpra o critério mínimo de desempenho imposto pelo SINAES (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior);
  • benefício concedido por ordem judicial;
  • número de semestres cursados ou suspensos igual ou superior à duração máxima do novo curso.

Se você se encaixa em algum desses casos, então deverá realizar a prova do Enem novamente para tentar conquistar a vaga pretendida.

Alunos com FIES também podem mudar de curso?

No caso dos estudantes que adquiriram empréstimo do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), há três procedimentos que precisam ser feitos para pedir a transferência e garantir a continuação do benefício:

  1. O aluno deve verificar se a nova instituição está credenciada no programa.
  2. O curso de destino deve ter avaliação positiva e reconhecimento do MEC.
  3. O candidato deve avaliar todos os requisitos e informações que estão no site do FIES para verificar outras normas existentes.

O que considerar antes de mudar de graduação?

Como faria antes de qualquer decisão importante, você deve conhecer os motivos que levaram a considerar essa mudança.

Pense sobre o que espera do novo curso e de que forma ele afetará seu futuro. Talvez você queira algo que garanta uma boa profissão no mercado, então não deixe de avaliar se a escolha trará benefícios. 

Compare todos os pontos positivos e negativos para ter mais segurança e certeza sobre a transferência de curso. Com reflexão e informação de qualidade, você com certeza terá condições de tomar a melhor decisão para um futuro profissional de sucesso.

Quer mais dicas importantes sobre ensino e carreira? Então, assine nossa newsletter e acompanhe todos os conteúdos criados para você!