5 dicas para escolher onde cursar Direito

Ensinar ao futuro profissional como promover a organização da sociedade, o resgate da dignidade humana e a paz social, a partir da aplicação das leis existentes e regras de conduta: esse é o objetivo da faculdade de Direito.

Para isso, é preciso ter ampla formação humanística e conhecer os princípios que estabelecem a harmonia e o bem-estar na sociedade, além de entender muito de legislação.

Dessa maneira, encontrar a faculdade de Direito ideal não é uma tarefa fácil. Para ajudar você nessa difícil decisão, vamos falar sobre a carreira do Direito, funcionamento do curso e dar 5 dicas importantes para acertar na escolha da universidade. Confira!

Qual é o objetivo do curso de Direito?

Quem se forma em Direito tem inúmeras oportunidades no mercado. As áreas jurídicas são muitas e têm objetivos distintos, por isso, não pense que ser advogado é simplesmente vestir a toga (aquela capa preta que os ministros do STF e juízes usam em julgamentos)! Aliás, julgar crimes e contravenções é somente uma das muitas possibilidades.

Na prática, a carreira jurídica permite que o profissional de Direito trabalhe tanto na esfera pública quanto privada. Ele pode ser defensor ou promotor público, juiz, delegado, advogado particular, representante jurídico de empresas e legislador. Mas existem muitas outras áreas.

Vejas as principais:

  • Ambiental;

  • Civil;

  • Comercial;

  • Jurídica;

  • Penal;

  • Propriedade intelectual;

  • Trabalhista e Previdenciária.

É importante ter em mente que um bacharel em Direito somente pode ser chamado pelo título de advogado quando passa no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). No entanto, a prova não é fácil, por isso, é preciso escolher uma instituição que tenha qualidade garantida para que o conteúdo aprendido ajude no desafio. Você vai ver como obter o registro será bem mais tranquilo!

Como funciona o curso?

A faculdade de Direito dura, em média, 5 anos, e normalmente é encontrada nos períodos diurno e noturno. Em razão da complexidade das disciplinas e da necessidade da vivência prática dos conteúdos, o curso é presencial.

Algumas universidades têm atividades a distância, mas a modalidade totalmente EAD é destinada somente a pós-graduações e especializações.

Grande parte das disciplinas é teórica, e o volume de leitura é imenso. A linguagem, de fato, é bem específica e utiliza terminologia jurídica — disso não há como fugir, então se acostume.

Nos primeiros semestres, você verá conteúdos relativos às Ciências Humanas, divididos em disciplinas como filosofia, sociologia e economia. Ao terminar essa formação básica, surgem as matérias fundamentais ao exercício da profissão e que abordam as diferentes áreas do Direito.

Quando você já estiver em direção ao fim do curso, terá a oportunidade de frequentar disciplinas optativas de seu interesse. E para concluir a faculdade é preciso realizar estágio supervisionado e produzir o famoso Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Confira a seguir as disciplinas que compõem a grade curricular do curso de Direito do UNIFEMM:

  • Ciência Política;

  • Direito Administrativo;

  • Direito Ambiental;

  • Direito Civil;

  • Direito Constitucional;

  • Direito da Seguridade Social;

  • Direito do Consumidor;

  • Direito do Trabalho;

  • Direito Empresarial;

  • Direito Processual Penal;

  • Direito Tributário;

  • Direito internacional;

  • Disciplinas optativas e atividades complementares;

  • Economia;

  • Elaboração de Monografia;

  • Estatuto da Criança e do Adolescente;

  • Estudo dos Crimes em Espécie;

  • Ética Profissional;

  • Filosofia;

  • Filosofia do Direito;

  • Formação da Política Contemporânea;

  • História do Pensamento Jurídico;

  • Introdução à Teoria do Delito;

  • Introdução à Teoria do Direito;

  • Leitura e Produção de Textos;

  • Metodologia da Pesquisa;

  • Métodos Consensuais de Solução de Conflitos;

  • Prática Jurídica Real;

  • Prática Jurídica Simulada: Civil e Processual Civil;

  • Prática Jurídica Simulada: Direito Público;

  • Processo Civil: Processo Cautelar e Procedimentos Especiais;

  • Processo Civil: Processo de Conhecimento;

  • Processo Civil: Recursos e Execução;

  • Processo do Trabalho;

  • Projeto de Monografia;

  • Psicologia Aplicada ao Direito;

  • Sociologia e Antropologia;

  • Sociologia Jurídica;

  • Teoria da Argumentação Jurídica;

  • Teoria da Constituição;

  • Teoria do Delito e Teoria da Pena;

  • Teoria Geral do Processo.

Como saber se tenho o perfil?

O profissional do Direito é inquieto por natureza. Se você é acostumado a questionar, refletir sobre as coisas que acontecem no mundo e tem facilidade (ou até mesmo paixão) pela leitura, saiba que o Direito pode ter tudo a ver com o seu perfil.

Isso porque as teorias sobre a sociedade, os conceitos de ética e o conhecimento profundo dos princípios da democracia são apenas alguns itens que acompanharão seu dia a dia na profissão.

E se ajudar outras pessoas gera satisfação a você, considere, realmente, cursar Direito. Nessa carreira, você sempre sairá em defesa de alguém ou de alguma organização, com aptidão para argumentar até que a justiça seja feita. Além disso, proatividade, perseverança, otimismo e inconformidade são características indispensáveis ao profissional da área.

O que devo considerar na escolha da faculdade de Direito?

Agora, vamos mostrar a você uma checklist para escolher a melhor faculdade de Direito e ficar livre de futuros arrependimentos. Preste atenção!

1. Desempenho de ex-alunos no mercado

Um bom termômetro para escolher onde estudar é a quantidade de egressos atuando no mercado de trabalho. Procure saber se entre os ex-alunos há personalidades de destaque, juristas com cargos de prestígio no Ministério Público ou advogados trabalhando em empresas renomadas.

Se possível, consulte a instituição de seu interesse e entre em contato com alguns profissionais pelas mídias sociais. Estes poderão compartilhar com você suas impressões e experiências na faculdade.

2. Tempo de existência do curso e credibilidade da faculdade

A equação é simples: se uma universidade consegue manter um curso aberto por décadas, significa que ele evoluiu com o tempo e ganhou notoriedade. É o caso do UNIFEMM, cujo curso de Direito tem mais de 40 anos e está em constante atualização com as expectativas do mercado atual.

3. Infraestrutura do curso

Observe se a universidade tem estrutura para incentivar atividades práticas e iniciar o encaminhamento profissional. Isso significa ter um escritório jurídico para assistência da comunidade, oferecer um programa de orientações para o exame da OAB e manter parcerias com órgãos públicos e empresas para estágios.

4. Credenciamento do curso e nota do Enade

Antes de prestar o vestibular, cheque se o curso está credenciado e verifique o conceito que o MEC atribuiu para ele e para a universidade, com base no desempenho dos alunos no Enade. Consulte rankings universitários ou pesquise no site do MEC.

5. Desempenho no Exame da OAB

Dos 115 mil participantes na primeira fase do exame da OAB, em 2017, 82,93% foram reprovados! Por isso, assim como a concorrência no vestibular é importante, seu “veredito” será o número de alunos que a universidade consegue aprovar na OAB.

Como será minha vida após eu passar em Direito?

Organização pessoal e perseverança são as chaves para ter um excelente desempenho na faculdade de Direito. Veja algumas práticas que você pode adotar para melhorar seu rendimento nos estudos:

  • estabeleça seu planejamento de estudos, intercalando as densas leituras e pesquisas com momentos de descanso e lazer. Isso ajuda a manter o foco nas tarefas;

  • trace metas para a construção da sua carreira, seja para prestar um concurso público, fazer uma pós-graduação ou prestar o exame de ordem.

  • alimente-se bem, com uma dieta balanceada. Você precisará de energia para os estudos;

  • tenha um plano financeiro, pois, além das mensalidades, você vai precisar comprar livros e investir em eventos da área;

  • construa seu networking. Além das amizades na faculdade, é importante começar a se relacionar com pessoas da área. Siga juristas famosos nas redes sociais e estreite o contato com seus professores;

  • atualize-se sobre o mercado acompanhando blogs, assinando revistas e outras publicações relacionadas.

Viu como optar pela faculdade de Direito pode proporcionar a você uma carreira brilhante? Agora reflita sobre tudo isso e tome a melhor decisão. E se você quiser mais conteúdos do mundo universitário, assine nossa newsletter. Boas escolhas!